Amarante

Local da estreia internacional do MIMO Festival, a charmosa Amarante fica distrito do Porto e está localizada no Norte de Portugal. Distinguindo-se pelo património cultural e intenso fluxo turístico, a cidade é conhecida por seu belo casario, as igrejas seculares e a produção do apreciado vinho verde. Como um verdadeiro refúgio que equilibra modernidade e tradição às margens do rio Tâmega, é um local com fortes heranças históricas e berço de grandes nomes como Teixeira de Pascoaes e Amadeo de Souza-Cardoso, além de se ter se tornado lar de São Gonçalo (1187-1259) e contar com o seu imponente Mosteiro e Igreja. De alma inquieta, poética, literária, arquitetónica e musical, Amarante respira cultura e é o ponto de encontro entre lugares, pessoas, linguagens, natureza… entre o amor e a arte.

ENDEREÇOS:

Parque Ribeirinho

Avenida General Silveira, Cepelos 4600 – Amarante

Igreja de São Gonçalo e Largo de São Gonçalo

Praça da República (Largo de São Gonçalo), 4600 – Amarante

Igreja de São Pedro Largo de São Pedro

Largo de São Pedro 4600-036 Amarante

Museu Municipal Amadeo de Souza-Cardoso

Alameda Teixeira de Pascoaes 4600-011

Centro Cultural de Amarante

Rua Nova 112 S. Gonçalo, 4600 – 093

Cinema Teixeira de Pascoaes

Centro Comercial Santa Luzia, Apartado 278 – 4600

AUTOCARRO:

Rodonorte – http://www.rodonorte.pt/pt/

Valpi – http://www.valpi.pt/

Transdev – http://www.transdev.pt/horarios/

COMBOIO:

Comboios de Portugal – https://www.cp.pt/passageiros/pt/comprar-bilhetes

CARRO:

Porto para Amarante (Auto-Estrada Transmontana – A4)

Lisboa para Amarante (Auto-Estrada do Norte – A1)

AVIÃO:

Lisboa para Porto

Ryanair – https://www.ryanair.com/pt/pt/

TAP Portugal – http://www.flytap.com/Brasil/PTBR/Homepage

Air Europa – https://www.aireuropa.com/pt/voos

Um MIMO para você: Amarante está localizada a 40 minutos da cidade do Porto!

Igreja e Mosteiro de São Gonçalo

Monumento maior da cidade de Amarante, o Convento de São Gonçalo foi fundado pelo rei D. João III em 1540. Construído onde se erguia uma pequena ermida medieval dedicada ao santo, integra a bela Igreja de São Gonçalo, sob projecto e estilo dominicano, de pendor maneirista, de cruz latina e fachada grandiosa com três andares, um deles barroco e os outros dois renascentistas. O interior é de três naves, onde sobressai um magnífico retábulo barroco, em talha dourada, e a importante capela, onde repousa o santo, sobre uma estátua tumular de calcário finamente trabalhada. De relevo no conjunto monástico, estão a galeria dos reis, a Capela de Santa Rita de Cássia, o órgão do século XVIII, a Varanda dos Reis, a Torre Sineira, os dois claustros e o monumental chafariz. O Convento e Igreja de São Gonçalo estão classificados como Monumento Nacional desde 1910.

Endereço: Praça da República (Largo de São Gonçalo), 4600-758 Amarante, Portugal

Horário de visitação: Das 8:00 às 18:00.

 

Igreja de São Pedro

De estilo barroco, foi erguida pela Irmandade de São Pedro sobre a antiga capela de S. Martinho e concluída em 1727. Destaca-se, sobretudo, pela verticalidade da fachada-torre, rematada por coruchéu e a cruz da teara papal. O portal, de verga recta, é encimado por aletas, que integram uma cartela com a teara, enquanto nos remates dos corpos laterais da fachada, estão imagens de São Pedro e São Paulo. A capela-mor de pedraria é do mestre António Gomes, o retábulo-mor foi entalhado em  por José de Fonseca e Lima, enquanto o douramento da tribuna foi realizado por Manuel de Queirós e João Manuel de Sousa. No interior, de nave única, elementos de talha dourada extravasam os altares para revestir o arco triunfal. O templo é percorrido por um silhar de azulejos seiscentistas, em amarelo e azul, e a abóbada de berço apresenta pinturas de motivos neoclássicos.

Endereço: Largo de São Pedro, Amarante.

Horário de visitação: Das 14:00 ás 17:00.

 

Igreja de São Domingos

Construído na primeira metade do século XVIII pela Ordem Terceira de São Domingos e concluída em 1725, está localizada próxima à Igreja de São Gonçalo de onde se pode desfrutar de vistas deslumbrantes. Com uma fachada barroca, o seu interior possui complexos detalhes decorados com talha dourada, remetendo ao Rococó, e um altar com a imagem de Nosso Senhor dos Aflitos ao centro. Atualmente, abriga em seu complexo o Museu de Arte Sacra de Amarante.

Endereço: Rua Bairro de Santa Clara
4600-080, Amarante

Horário de visitação: variável

 

Museu de Arte Sacra de Amarante

O Museu de Arte Sacra, instalado na Igreja de São Domingos, está sob a alçada da paróquia de São Gonçalo e dá visibilidade à riqueza do património religioso da cidade. Dividido em dois andares, possui cinco salas temáticas que contam com artes decorativas, pinturas e importantes artefatos, sendo elas: Sala de Paramentária e Alfaias Litúrgicas; Sala de Artes Decorativas; Sala de Pintura-Pinoteca; Sala de Imaginária dos séculos XVI-XVII e Sala de Imaginária do século XIX.

Endereço: Rua Bairro de Santa Clara
4600-080, Amarante

Horário de visitação:

Verão

  • terça-feira: 14:30-17:00
  • quarta-feira: 14:30-17:00
  • quinta-feira: 14:30-17:00
  • sexta-feira: 14:30-17:00
  • sábado: 16:30-18:30

Inverno

  • sábado: 10:00-12:30

 

Ponte de São Gonçalo

Uma das principais atrações da cidade, a Ponte de São Gonçalo localiza-se sob o rio Tâmega e acredita-se que sua existência seja anterior à chegada de São Gonçalo à região, tendo sido uma antiga ponte romana que, passando por Amarante, ligava as duas margens do rio entre Braga e Guimarães. Durante o século XVIII, a construção teria sido reformulada por São Gonçalo com recursos vindos de esmolas por ele obtidas no local e, após desmoronar em decorrência de uma cheia, em 1763, foi restaurada. Em 1809 tornou-se um símbolo da resistência portuguesa após ser palco de batalhas contra a passagem de tropas napoleónicas e é conservada com a mesma aparência desde então, com seus 50 metros de comprimento, obeliscos barrocos e inscrições epigráficas relativas à construção da ponte e ao heróico episódio de resistência à invasão francesa.

Endereço: Av. Gen. Silveira, Amarante, Portugal.

 

Museu de Amadeo de Souza-Cardoso

Fundado em 1947 por Albano Sardoeira, o Museu Amadeo de Souza-Cardoso, surgiu com o objetivo de reunir material sobre a história local e homenagear artistas e escritores nascidos em Amarante como António Carneiro, Amadeo de Souza-Cardoso, Manuel Monterroso, Paulino António Cabral, Teixeira de Pascoaes, Augusto Casimiro, Agustina Bessa Luís, Alexandre Pinheiro Torres e outros nomes que contribuíram na construção do modernismo português. Alojado num dos claustros do Mosteiro de São Gonçalo, o espaço mantém a memória arqueológica e artística da cidade com sua exposição permanente e recebe exposições temporárias, além de organizar, bianualmente, o Prémio Amadeo de Souza-Cardoso abraçando as mais variadas expressões artísticas.

Endereço: Alameda Teixeira de Pascoaes – 4600-011 Amarante

Horário de visitação: INVERNO (01 de Outubro a 31 de Maio)
09h30m às 12h30m e das 14h00m às 17h30m | Últimas admissões: 12h00m e 17h00m

VERÃO (01 de Junho a 30 de Setembro)
10h00m às 12h30m e das 14h00m às 18h00m | Últimas admissões: 12h00m e 17h30m

Encerra às Segundas-feiras, Dias-Santos, Feriados e Feriado Municipal (8 de Julho)

Parque Florestal de Amarante 

Às beiras do rio Tâmega, o Parque Florestal de Amarante começou a tomar forma em 1916 por iniciativa de António do Lago Cerqueira (ex-presidente da câmara). Com mais de 5 hectares de terreno, é parte essencial do movimento de reflorestamento da Serra do Marão de da Serra da Meia Vida, onde já contribuiu com milhares de árvores durante o século XX. Atualmente, o local é muito visitado, sobretudo no verão, para lazer, passeios, caminhadas e prática desportiva. Podemos encontrar no Parque Florestal de Amarante uma série de espécies da fauna e flora, como por exemplo o Gingko, planta conhecida como a árvore mais antiga do mundo.

Endereço: Rua das Carvalhinhas 167, 4600-758 Amarante, Portugal

 

Solar dos Magalhães

Cedido ao município de Amarante por Joaquim Ferreira Torres, é um dos principais pontos turísticos da cidade. Construída no século VXI e pertencente, na época, a uma importante família  local, a casa seiscentista de dois pisos foi queimada pelas tropas francesas durante a invasão, em 1809, e mantém da sua estrutura original apenas ruínas de suas paredes exteriores. Representa um símbolo e testemunho da resistência e luta contra as invasões francesas.

Endereço: Largo de Santa Luzia, 4600-758 Amarante, Portugal

 

Centro Cultural de Amarante – Maria Amélia Laranjeira

O Centro Cultural de Amarante Maria Amélia Laranjeira foi fundado a 3 de Dezembro de 1981 por Maria Amélia Laranjeira, com a intenção de ser um elo entre a população e os seus associados, possibilitando a criação e execução de projetos voltados para educação e formação social. Com um equipamento escolar e cultural moderno, foi reinaugurado em 2008 como um espaço para o Ensino Artístico Especializado de Música e Dança, dando ainda mais vida ao edifício histórico dos finais dos anos quarenta, onde está instalado, e voz ao desenvolvimento educacional.

Endereço: Rua Nova 112 S. Gonçalo – 4600 – 093 Amarante

 

Termas de Amarante

Com localização privilegiada próximo do centro histórico da cidade, o complexo termal foi construído às margens do rio Tâmega e está equipado com as mais recentes piscinas de recuperação e de hidromassagem. Voltada para tratamento de doenças respiratórias e músculo-esqueléticas, além de métodos dedicados ao bem-estar, as termas possuem uma capacidade diária de atendimento ao público  de cerca de 60 pessoas em tratamentos das vias respiratórias e 50 em balneoterapia. “Recorde-se que a primeira grande referência histórica às águas minero-medicinais de Amarante surge no Aquilégio Medicinal de Francisco da Fonseca Henriques, em 1726. Em 1895 é atribuído o primeiro alvará de concessão de termalismo em Amarante, tendo passado para a Câmara em 1968. Em 2013, o Presidente da Câmara Municipal de Amarante, José Luís Gaspar, avança com o projeto para a construção das Termas. Em 30 de setembro de 2016 é lançada a primeira pedra da obra agora inaugurada.

Endereço: 4600-758 Amarante, Portugal

Horário de visitação: segunda a domingo, entre as 9h00 e as 20h00.

 

Rota do Românico

Incluindo mosteiros, pontes, memoriais, igrejas e castelos, a Rota do Românico é um percurso por estrada que passa por 58 monumentos de estilo românico localizados no Norte de Portugal. Dividida em três rotas ligadas através de estradas que seguem os cursos dos rios temos a Rota do Vale do Sousa, a Rota do Vale do Douro e a Rota do Vale do Tâmega. A partir de Amarante é possível visitar muitos dos edifícios que fazem parte do caminho, sendo o trajeto devidamente sinalizado, sempre em comunhão com a natureza.

Aqui, destacamos alguns monumentos:

 

O Mosteiro do Salvador de Travanca

Representando um grande conjunto arquitetónico começou a ser construído no final do século XII. O seu interior forma um dos mais ritmados espaços da arquitetura românica portuguesa, composto por três naves escalonadas com cobertura de madeira e separadas por arcos quebrados. Com grande destaque a sua torre, que é uma das mais altas no estilo medieval preservadas atualmente, é considerado um Monumento Nacional desde 27 de Janeiro de 1916.

Endereço: Rua do Mosteiro, Travanca, Amarante, Porto

Horário de visitação: mediante marcação de visitação

 

Mosteiro de São Martinho de Mancelos

A Igreja de São Martinho de Mancelos, apesar das transformações que sofreu ao longo dos séculos, conserva, ainda, importantes parcelas de um românico de resistência, datáveis de meados do século XIII. O que mais se destaca neste monumento é o imponente portal, formado por quatro arquivoltas ligeiramente quebradas. No cemitério situado ao lado do Mosteiro, encontra-se sepultado o pintor Amadeo de Souza-Cardoso, famoso modernista português.

Endereço: Rua Central de Mancelos, Mancelos, Amarante, Porto

Horário de visitação: mediante marcação de visitação

 

Igreja do Salvador de Lufrei

Transformado em igreja paroquial após a transferência das monjas beneditinas, que o ocupavam, para o convento de São Bento de Avé Maria no Porto, no século XVI, o antigo Mosteiro do Salvador de Lufrei foi provavelmente fundado no século XII. Construído próximo ao encontro de dois pequenos cursos d’água, trata-se de um testemunho do românico tardio, confirmado pela composição do portal principal, constituído por arquivolta de arco quebrado, isento de colunas, de tímpano e de qualquer elemento ornamental e pelos cachorros de desenho quadrangular e sem ornamento, além de sua iluminação natural possibilitada por frestas posicionadas em pontos estratégicos do edifício. No seu interior, merecem destaque os afrescos recentemente descobertos após as obras de recuperação e restauro.

Endereço: Rua da Igreja, Lufrei, Amarante, Porto

Horário de visitação: mediante marcação de visitação

 

Igreja de Santo André de Telões

Construída no século XIV, a Igreja de Telões conserva ainda hoje importantes vestígios românicos apesar das inúmeras modificações sofridas ao longo dos anos de acordo com as novas escolas e gostos. Com grande destaque ao conjunto de contrafortes que ainda existem ao nível da fachada posterior da cabeceira e que nos informa que esta parte da Igreja foi concebida para ser abobadada, seu arco triunfal românico encontra-se inalterado e ainda é possível apreciar uma pintura na parede ao fundo da nave central que representa a cena da Natividade.

Endereço: Largo do Mosteiro, Telões, Amarante, Porto

Horário de visitação: mediante marcação de visitação